segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Quem Manda no Relacionamento? (Versão Extensa)

Vamos Lá Ser Sinceros:

É ELA!
Fim de papo.

Todo "solitário" queira por favor não se pronunciar, ou retirar-se mesmo agora daqui. Refiro-me à aqueles que já não sabem o que é ter ou estar numa relação. Não estamos retratando sua vida solitária, muito menos seus insucessos, ou ainda como superar suas debilidades. Por isso, pedimos encarecidamente que abandone a página; vocês têm o péssimo hábito de falar de fantasias, e teorias infundadas por carecerem de pelo menos um ano de trabalho.
Obviamente que este texto exclui toda e qualquer mulher submissa. Não sou historiador, não falo de escravas! Refuto-me a classificar essas "bulusentas" como angolanas.

Uma relação só começa quando ela quer! Foi ela quem te deu emprego, por isso, nem tentes nos convencer de que és o director geral.

O que nós homens precisamos perceber, é que nós só mandamos a frente dos nossos "kambas". Quando estamos a conversar, e cada um começa a dizer: Ah porque eu sou o tal. Eu sou um "wi" bwé mau. Eu faço e desfaço. Tens que começar a fazer o mesmo!
É claro que não! Todos nós sabemos que estamos aí para aldrabarmo-nos em paz, e por isso nos apoiamos. Agora, da aldrabice para realidade existe uma vala de escoamento de 20 quilômetros quadrados, onde se tu atravessares, chegarás no outro lado perfumado de rosas fecais. E aí... "Bye, bye"! Certo de que como a água tem cor e cheiro sim, perderás a dama.

Os sonhadores, é claro, aparecem com conversas de que isso é mútuo...
Rapaz, você manda de vez em quando, ela manda sempre. O galo é o primeiro a cantar alto no galinheiro, mas a partir daí para a frente, quem é que canta?
Mulher é muito egoísta para aceitar dividir seja o que for, e vezes há em que ela não aceita; nem mesmo quando ela é o denominador. Qual dividir, qual "quiê", hoje mando eu, amanhã manda você?! Estás a pensar que estão a lavar a louça ou quê? Com as mulheres não. Elas acham que a relação lhes pertence. E eu não estou a falar do consciente ainda, isso parte do sub-consciente delas.
Quando dizes: Mas é sempre você porquê? Tem de ser do teu jeito porquê? A primeira resposta será: Porque sim! E assim "memo" já está. Nor-mal-men-te! O porque sim justifica tudo.

Na frente do pessoal deste uma de bwé esperto, mas quando chegarem em casa... Hum!
Ali sim. Quando disseres "um beijinho"; e ouvires o famoso "vai dar nos teus amigos"; hás de ver bem quem é o rei e quem é o arreado. Mas como o "talo" mandão és tu, vais dizer: Vem "mazê" aqui pá e deixa-te de truques; eu quero um beijo e tu vais ter que dar.
Afinal de contas, quem manda, quando está mau fala sem rodeios.
Entretanto, isso não acontecerá. Murcharás como rosa regada com água salgada, minguarás como a lua em quarto minguante, ajoelhar-te-ás aos pés do altar e se possível, atrelar-te-ás à um cavalo para que sejas arrastado ao bel-prazer dela, na esperança de que ela sinta um pouco de pena e deixe você dar um beijinho. Um beijinho! E sabes que se beijinho não há, "bao bao" pro bife, nê? Sabes? Isso, tu sabes? Se já estavas a te arrastar por causa de um beijo que é teu por direitos adquiridos, imagine o bife!? O bife, o bife! Assim já "muhatu ua futuka". (Para vocês da cidade, isso quer dizer: "mulher se chateou").

Agora tente fazer o mesmo! Tenta! Se você é homem completo, descendente directo de Bula Matadi, primo como irmão do rei Mandume e mais aventureiro que o Pioneiro Ngunga, pela graça do Senhor, tenta! Diga também que ela te estendeu muito nas amigas dela e por isso hoje não há nada. Vai em frente. Faça! Mostre quem é que manda!
Você verá alguém a receber o espírito da Kianda. Os braços a tremerem mais que uma "kalemba" pronta a assolar a Chicala, alguém a ter um ataque epiléptico, os olhos desse alguém com problemas sérios de GPS, pois não param num ponto plausível na cavidade ocular, antes de ouvires o teu primeiro: O QUÊ?! Hoje o quê? - Aí, se você não se abalou, mantenha-se firme e repita em alto e bom som o mesmo despautério.
E te garanto que a parte que te fará temer, não é ver ela a se "botar" no chão, mas sim, quando ela der às costas, e tu sentires florir em ti habilidades telepáticas, e começas a ouvir ela dizer dentro da sua cabeça:
Dois meses sem sexo! Ele "nu" me sabe bem!
A boca dela estará fechada, mas você vai ouvir e saber muito bem.

Chegas na cama... Verás uma mulher dormindo com uma criança ao lado. Porque é assim que você vai ficar, bem nenê da tua vida. E ela nem um "kuin", nem um "quan". O filme é todo teu. O assanhado e a estátua.
Sozinho, começarás a dizer: Você "memo" é quem manda. Eu então estava a brincar! Afinal levas tudo a sério? Já não se brinca nesse relacionamento?
Estás a pensar o quê? Que podes gritar, ou determinar quando e onde? Você pensa que está a gritar até uma mulher fazer o mesmo. Dás conta que afinal estavas a falar baixinho.

Quando ela está mesmo bem má e diz: Saia com os teus amigos e vais ver!
De imediato terás um "déjà vú" de coisas horripilantes acontecendo... Por nada virarás e dirarás: Eu só te dei um "jajão", só queria te ver, xê, eu nem estava afim de sair.
Ligas para os teus amigos e dizes: Epá, tive uma maka de última hora. Problema grande, tenho que resolver.
Os teus amigos ficam a se perguntar, mas o fulano, está a resolver o quê as duas horas da manhã?
Não é à toa que antes de sairmos temos que fazer aquela "pambala" toda para ela não trancar a cara. Fazer de conta que vais numa discoteca só de homens, e que se dependesse de ti não irias. Todavia, quando são elas a chorarem para saírem ou fazerem algo, você não segura por muito tempo. Vais ceder, por bem ou depois de muito choro, por mal.
Na maior parte das vezes em que cedes, não sais, notas que ela só quis mostrar quem é que mandava, porque 20 minutos depois ela quer ir dormir. Um absurdo tremendo, que atingiria proporções catastróficas se fizesses o contrário... "Num vala" a pena, nem penses em "brincá cô" a vida!

Elas são tão metidas a chefes que quando te fazem uma pergunta, a resposta tem de ser do agrado delas. Você é obrigado a dar uma de lambe-botas e falar o que ela quer ouvir. Tens que lhe agradar. Vocês me desculpem, mas ninguém lambe-botas do seu igual hierárquico, ninguém!
Ela diz que te quer as 18 horas na porta dela, e tu secas mais umas 2 horas, e não podes ficar mau a noite toda. Nem adianta reclamar, tu podes ameaçar até com uma arma, ela vai te meter sempre a espera, e isso porque ela sabe que tem um vassalo lá em baixo. No coração dela, ela diz: Ah, ele que espere "mazê", pá! Depois vai me perdoar. E nunca se esquece de soltar um riso maléfico.
Mas isso não é uma estrada de dois sentidos. Ai de ti se atrasares uns 30 minutos... Principalmente se forem atrasos consecutivos, estarás metido em palcos de aranha. Elas são capazes de ficar chateadas a noite toda, pensando: Como pode esse energúmeno me meter tanto tempo a espera? Ele vai saber quem manda aqui.

Não adianta nem entrar num debate aceso com elas. Nenhum homem dentro desse imenso planeta já ganhou uma discussão com a sua namorada. Nenhum! E quando pensares que ganhaste, espere até o fim do dia, ou no dia seguinte para ver bem quem ganhou. O placar desse jogo vê-se depois da plateia abandonar as bancadas.

Até o teu pai que é bwé mau; um para um com a tua mãe, é criança. É você?! Mulher coloca-te na linha até passar um comboio em cima.

Verga-te, antes que sejas forçado a vergar-se.

Homem diz: Não faz isso!
Mulher, delicada como é, diz: Nem penses tu em fazer isso! Nunca mais!

Então, quem manda?

6 comentários:

  1. O ''Porque Sim'' é mesmo a minha resposta preferida huhuhuhu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E acredito que se eu te perguntar porquê, voltarás a dizer "porque sim".

      Eliminar
  2. Os homens são mais sensíveis do que as mulheres ... Mas têm que haver um equilíbrio ( Ela que não abuse Sempre eu até gosto de dar Corda mais quando puxo é complicado ) Eu passo-me !!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E mesmo quando puxares, @Denny Zouk, puxe com cuidado porque ainda pode rebentar no teu lado

      Eliminar
  3. E a estória de repete...não há como negar!
    Até por trás de um grande homem há que existir uma grande mulher.
    No meu relacionamento, tento fazer este equilibrio, já que hoje somos mais intelectuais e claras a compreenssão, mas eu sou ANGOLANA... Ai dele que tenta mostrar-se "impercebento", mudo o disco rapidamente, mostro mesmo que quem dá as cartas e o jogo sou eu, e se possível ainda mostro que carta tem que vir no jogo dele... Caso assim nao for, complico já o sistema... Pois, ele é o homem, ou seja, a cabeça, e eu sou simplesmente o pescoço... Direciono!
    Amei o texto... Xoxô:) Bjks

    ResponderEliminar
  4. Hhahahhahahahha! Mas é verdade! Quando querem sair sempre dizem que não têm muita vontade e bla bla bla,´hahahha mulher manda papá

    ResponderEliminar

Motive-me com o seu comentário!