terça-feira, 19 de março de 2013

Exame da Próstata

Uma das coisas que mais admiro no angolano é a sua capacidade de esquecer o passado. Esquecemos de um jeito terrivelmente incrível. É que não nos lembramos mesmo, como quem nem se lembra quantas vezes respirou num minuto.

É muito comum ver os homens dando uma de machões ou mesmo ultra-homens a rejeitarem a todo o custo a possibilidade de ir à um doutor e submeter-se à um exame da próstata. Dão muito show, só porque este simples e inofensivo exame inclui um reles toque retal até a próstata dos pacientes que comumente têm acima de 40 anos.

Ok, a vida está mesmo a gozar convosco. Pelo menos nisso temos que concordar, pois é um exame que se torna frequente quando estão numa idade em que os tabus e preconceitos estão todos fortalecidos como mistura de betão armado e vigas de aço.

Mas, Vamos LáSer Sinceros. "Vamo memo" porque precisamos.
Vocês "antão", andam a se "fazê" de quê? Hoje já porque ninguém me toca no rabo. Rabo é meu e ninguém toca lá; isso aqui não é a Fofandó. Aiê? Quem é o angolano aqui que nunca teve maculo? Quem és tu? Quem? Fala já que eu quero saber! Coloquem o nome nos comentários, eu quero saber se vocês existem. Hoje em dia já nem se lembram mais que num passado muito próximo todos nós tínhamos BDR (Bactérias do Rabo).

Oh, estás a fingir que nem sabes o que é maculo? (Hoje meti link, relembre, faz favor). Para aqueles que ao longo do tempo foram se refinando e afinando, no vosso meio, maculo virou oxiurose.
No entanto, o nome não faz nada, podes me mudar até para "dedarnê de bundeux". O importante mesmo é que as nossas velhas nos viravam e espetavam dois dedos cheio de ervas Santa Maria bem pisadas no pilão para dentro das nossas vias anais. Vias essas que hoje já crescidos queremos se fazer de gente. Querem transformar em reserva fundiária do Estado!

Aqui não há lá, seja você hoje em dia um engenheiro, médico, contabilista, economista, dj, o porteiro que mais barra nas discotecas de Luanda, o Presidente ou o grande e maravilhoso raio que o parta; um dia você já teve maculo e levaste fortes dedadas para curar aquela lenha, "tá brincá cô" vida ou quê?! E aquela cena só passeava pelos intestinos e dava da boa comichão anal. Deixavas submeter-te logo à uma operação cirúrgica doméstica. E "num" vamos estar aqui a nos mentir. Aquilo era da pura operação, melhor que esse Dr. 90210 alguma vez fez.
Primeiro picotavam o anús até sangrar, sim tinha que sangrar primeiro; enquanto isso a Santa Maria, Cura-Tudo ou mesmo a Chandala (dependia muito da erva de eleição) fervia para depois ser pisada. Quando a avó, mãe ou tia desse conta que o paciente estava no ponto, administrava a erva via anal. Mas era administrar mesmo porque ia até ao fundo. A "kota" metia até o cotovelo todo dentro do anús, era guerra; ardia mais do que aquele insecto ferro-em-brasa. Aquilo era gritar ou quê! Você é homem é quem é você, para não gritar?!

Oh, afinal no exame o dedo só chega até à próstata? Na era "maculal" a mão chegava até no coração. Dava para sentir os dedos que entravam pelas traseiras e passavam pela aorta procurando tocar o coração.

Muito sinceramente, eu não sei porque razão estou me dando o trabalho de explicar isso tudo em detalhes quando todos vocês sabem disso tão bem ou bem melhor do que eu. Eu não sei mesmo. Lembremos que a medicação era diária até curar (ou até o teu anús perder todos os nervos e não sentir mais nada).

Quer dizer, o tempo passa, crescem, e a atitude muda; pra pior como é de hábito. Ah porque no meu anús nem vento passa lá! Será que têm que ser os médicos ou toda tua família a assumir as rédeas da situação e espancar-te até à beira da morte só pra o médico fazer o exame de linha? Não finjas que não sabes que a exploração anal é o exame de linha. Mas "pô", é algo anual. Todos nós já passamos por coisas piores. Hoje em dia, você pode até procurar um urologista com dedo pequeno se o teu problema é esse. Antigamente, aquelas tias mandavam dedo, aquilo não era a vida da Barbie de hoje em dia... Dava a impressão de que elas haviam colocado um pau de bater funge naquela "lenha" e que estavam a "bicular" um funge de "bombô" no teu "pandero". Era rijo... Sinceridade mesmo... Mil vezes o dedo desses "doutorzinhos".

Meus caros, o câncer da próstata existe e é bem pior que o maculo. Quando os sintomas começam a se manifestar, certamente a tua vida já está por um fio. Então o seu rabo ou anús é a última coisa com que deverias te preocupar.

Só que hoje em dia todo mundo é macho, têm dificuldades em assumir, ninguém quer dizer que lhe mexeram... Vamos deixar só já assim. Mas se tivermos que falar toda a verdade, sugiro que uma foto da oxiuros aparecesse na nossa bandeira como símbolo de patriotismo e nacionalismo porque todos nós tivemos. Até as damas que hoje em dia andam com o "muzumbu" bem de pé e nem foram citadas no texto de hoje! Assim estás a pensar que eu não sei que já tiveste maculo?

À todos vocês que hoje são pais, Feliz Dia do Pai e bom Exame da Próstata!

Sem comentários:

Publicar um comentário

Motive-me com o seu comentário!