quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Isso Já Deu Boom!

Já alguma vez engravidou na tua vida? Não? Então fecha a página do blog e aguarde o próximo texto. Isso que está aqui hoje não é para você. Hoje é papo recto. Tão recto, que as réguas parecerão tortas. Hoje não há lenga-lenga. Ao leres o texto de hoje até ao fim, te responsabilizarás solenemente a arcar com as possíveis consequências que possam advir. Hoje, não tem flores, nem algodão doce. Fecha "mbora tou" a te avisar.

Quando a magnânima namorada anuncia a gravidez ao seu namorado, todas as palavras que vêm na cabeça começam com a letra "A". Só saem palavras como: Ai amor e agora? Quando na verdade não são propriamente esses "A's" que se querem soltar da sua boca.
Ao te deparares com uma situação em que o trangressor diz logo, "e agora". Tu já sabes que esse, além de inteligente, sabe das coisas. Na verdade o único erro dele foi usar a letra "A". Quando uma namorada dá as boas novas, não importa a situação, não podes dizer nada que entre "A". Nunca! O que é bastante difícil, visto que o que mais nos apetece dizer é: E agora?

De repente, a tua vida que parecia bastante miserável, e não haver mais nada que a pudesse destruir; muda totalmente de aspecto e estrutura, e tu já começas a dizer: Eu não acredito. Eu não contava. Essa gravidez vai estragar a minha vida.
Só duas perguntas: Que vida mesmo? Ao não contares com isso, julgavas ser infértil? Ou será que "bumbaste" uma vasectomia que parece não ter dado certo?

Meninas, não é por mal. Não pense que ele não te ama só porque não explodiu de alegria. Nenhum ladrão gargalha quando o polícia chega e diz: Estás preso!
Porém só o facto dele já não ter dito "A", já quer dizer muito. E a propósito, não são mesmo vocês que dizem que pequenos gestos valem mais? Então, está aí um pequeno gesto que vale muito. Segurar a descarga de adrenalina que as glândulas supra-renais bombeam sem parar. É uma coisa tão forte que o único que sentiu tal descarga duas vezes na sua vida foi o 50 Cent (sendo que a segunda vez quase escapou morrer com os tiros).

Como disse, não é por mal, mas esse assunto não é fácil digerir. É que nem engolir uma pedrinha, o estômago jamais irá digerir tal material. Poderá possivelmente tratar dos procedimentos de expulsão para o seu posterior alívio.
E é exactamente nisso que o rapaz passará a pensar no primeiro mês (na verdade levamos uns 3 meses só a pensar nisso, mas vou vos mentir um pouco e dizer que leva apenas 1 mês).
Esse é um, senão mesmo, o momento mais pertubador da vida de um jovem ou adolescente. Te tornas num exímio analista de probabilidades jamais visto na terra. Na verdade, probabilidade só não mas também um farmacêutico de renome. Vais conhecer todos produtos que começam com a letra "A", e os seus efeitos.

Uma das "melhores" partes de estar nesta situação é que invariavelmente, todo mundo começa a falar sobre gravidez. Não tem como. É uma regra vital! Ouvirás estórias de quem desmaiou 3 vezes por causa da notícia (sinceramente a dama desse "wi" não sabe dar notícias, 3 vezes e ele sempre se surpreendia?); ouvirás daqueles que já não comiam, só dormiam desde que viram a sua namorada apresentando o telejornal no lugar do Ernesto Bartolomeu, e mais umas tantas boas. No entanto, como ainda é segredo, terás que comer, dormir, rir e interagir do jeito com que sempre fizeste para não dar bandeira. Ninguém pode perceber que o teu desporto favorito é pensamento ao alvo. E tudo que gostarias de poder dizer é: Já pensaste se a gente fosse "A"?

Não se fala em "A" nessas situações, porque todos nós já conhecemos as mulheres, só por teres sugerido a letra "A" ela vais escolher "N". E assim nasce mais um problema. Claro que certas mulheres permitem o diálogo. Mulheres ≠ Angolana; ATT faz favor.

Na verdade muitos falam que devemos optar sempre pela letra "N" e quem gosta da letra "A" é um assassino, e bwé de politiquices. Já passaste por tal situação? Não? Estás a fazer o quê nessa parte do texto? Já deverias ter fechado. Isso hoje é para quem sabe das coisas.

Antes cogitar algumas letras do que gritar logo: "Num" é meu!
Há uns que gostam. E por incrível que pareça, as crianças nascem sempre com a cara estampada deles,será que existe algum segredo envolvido nisso? Se existir, eu tipo vou tentar esse truque. Também quero um com a minha cara.

Eu estou com medo de tocar no caso das mulheres, porque tem umas que conseguem guardar bem o rebento durante os 9 meses e nem as Mamãs da Ilha apanham. Essas são "mamoites", "num brinca cô vida". Não ficam amareladas sequer!

Existem muitos tabus em volta do aborto e gravidez indesejada. Todo mundo dá uma de certinho quando tem que falar desse assunto abertamente. Não é sempre assim. Na sua maioria a gente quer aborto sim. Entretanto, faz parte do amadurecimento encarar cada decisão tomada. Tem dúvida? Engravida, vamos ver quantos "A's" vais falar!
Eu estou só a ser Sincero. Quando temos a batata quente na mão, só queremos largar.

- Mauro, e se essa cena que escreveste der boom?
- Epá, Vamos Só Já Ser Sinceros!

Sem comentários:

Publicar um comentário

Motive-me com o seu comentário!