domingo, 22 de outubro de 2017

Cinquentinha

Eu te falho todos os dias, Mamã! Todos os dias que eu não posso te dar um Ferrari. Todos os dias que tens que ir bumbar por necessidade e não por vontade. Te falho todos os dias! Eu prometi que nos teus 50 eu já teria a solução pras nossas vidas. Quando eu tinha 7 anos e tu nos teus 29 me pegando pela mão indo pra Samba. Mal tínhamos onde ficar e o que dizias? Se estamos vivos é porque tem solução. Velha, tu não sabes mas nos meus 25 eu fiquei muito deprimido. No meu aniversário sentaste na minha cama como sempre e ficamos a falar dos planos que tinha pros próximos anos. PORRA! Ter dado conta que faltava muito me fez perder as esperanças mas o que me destruía era o teu olhar de orgulho. Olhavas pra mim como se tivesses feito tudo certo… E fizeste, Mamã! Mas eu te falho todos os dias! O ano todo foi rijo pra mim. Acordava com um nó enorme na garganta, mal conseguia sair da cama só de pensar. Sempre me ensinaste a ter paciência ante o desespero e te confesso que eu estava mais do que desesperado, sempre soube que conseguia, mas não sabia onde começar ou se teria paciência pra atingir o objectivo. Um dia tipo deste conta e me disseste gritando da sala enquanto eu saía de casa:
- Meu filho, não te estresses, vai correr tudo bem! – Abri a porta novamente e olhei pra sala e disseste:
- Não vá pela via fácil… Confie nos teus planos!

Aos 25 eu percebi que nos teus 50 eu mal teria um Lexus pra te dar e pra piorar… Nem poderei estar ao teu lado porque eu decidi redobrar o meu esforço pra te dar um 51 diferente. Não que seja a primeira vez que estejamos a passar longe um do outro mas dessa vez não tens nem o Márcio aí contigo. Quando fizeste 30, com o Márcio no teu colo apagavas as velas. O mundo todo contra ti porque tomaste uma decisão que até hoje a maior parte das mulheres têm medo. Éramos só os 3 no cubico. Nós 3 e mais ninguém! E a Mamã só dizia: Vocês estão comigo, não estão? Estão do meu lado, não estão? Os relevantes sempre aparecem e ficam connosco! Fui meter uns Kassav, Bana e David Zé que te kuyava bwé! E o David dizia pra sua amiguinha não chorar mais e que só queria lhe ver sorrindo. No meio do som ainda dizias: - Mauro, agora tens um irmão pra cuidar. Se eu morrer, você tem de lhe pôr nas costas e carregar contigo onde quer que seja. Eu entrava em pânico só de pensar. Como entro até agora só de escrever isso!

Nos teus 40 eu estava bwé emocionado! Dançamos bwé, na minha cabeça, 10 anos depois eu abriria a mão e te entregaria o mundo.
Sempre ficaste má comigo quando eu chorava ou reclamava por não ter algo que eu quisesse ou quando me frustrasse por não conseguir fazer melhor. Dessa vez não fica só má comigo, por favor! É que na minha cabeça eu havia planeado um granda boda pra ti e depois te pagar uma viagem pelo mundo. Do tipo: - Velha, esquece esse mambo. Teu mundo agora é novo, agora é outro! Meteste o teu filho aqui e agora é só relaxar!

Mamã, dizer que te amo é falta de respeito. Está acima disso! Formaste um cyborg, um Rambo, um Black Kung Fu Filipado, um Ti Kilometraji, um wi que não baixa a cabeça porque a mãe dele é que mandou! Eu sei que a vida melhorou bwé, Mamã! De onde estamos a vir, essa tua fé de dias melhores nos trouxe até aqui mas é irónico ver e perceber que a única coisa que eu posso te dar é exactamente a maior coisa que me deste, a vida! Por isso, minha velha, pra ti sou uma grande benção, mas pra mim, eu sou um grande falhanço! Mas estamos vivos… E se estamos vivos, então tem solução!

Feliz Aniversário, Mamã!

10 comentários:

  1. Grande regresso!!!
    Parabéns à mamã, que venham pelo menos mais 50!!!

    ResponderEliminar
  2. Que emocionante declaração de amor �� (aniversário). Parabéns para sua mãe ��✨

    ResponderEliminar
  3. Bro, se estamos vivos, tem solução. Its the mindset... Its the mindset!

    ResponderEliminar
  4. Quando vem de dentro e é genuíno, as palavras parecem mais bonitas e o sentimento espremido até parece um texto editado não apenas com eloquência, mas também de forma a impressionar os leitores, que conhece aos dois e ao tipo de relação de têm, percebe logo o porquê da admiração mútua e do quão merecido é este desabafo de um sentimento verdadeiro. Parabéns a ti e principalmente a tua mamã querida que muitas vezes nos acolheu em sua casa.

    ResponderEliminar
  5. Nosso maior acerto é ainda estarmos vivos para poder lhes ver sorrir... Grandaaaaa Mambo

    ResponderEliminar
  6. Para tia o dobro da garra da força e da esperança que ela sempre te transmitiu.
    Para ti vale reforçar que se estamos vivos, tem solução.
    Tiaaa és Grande muitos parabéns.

    ResponderEliminar
  7. Textos que fazem um gajo reflectir sobre a vida e de como as nossa velhas movem o mundo por nós e pela nossa felicidade... UM Dia (que este dia seja breve) iremos realizar o que ainda não tivemos a oportunidade de o fazer!!! Mas até lá o nosso AMOR sempre terás... Parabéns Mamoite

    ResponderEliminar
  8. O maior falhanço que deste à tua mãe foi tornar-te um homem sensível, um homem que percebe bem a jornada dela e o objectivo que ela tem para ti e os vossos. Falhas na sensibilidade com que descreves momentos difíceis com humor delicado. Falhas no líder que te tornaste, no artista e activista... Aconselho-te apenas que sigas as tuas falhas e que vieres a aceitar algum dia que seja de forma falhada a forma como continues a fazer da tua mãe orgulhosa nos teus actos. Que celebrem outros 50 juntos, MS. Felicitações à tua mãe na garra com que te levou nessa jornada que tens levado na tua vida!

    ResponderEliminar

Motive-me com o seu comentário!